Trabalho de Português: FELICIDADE (reflexão crítica)


São muito frequentes as alusões à felicidade. De facto, de tanto utilizarmos esta palavra no discurso quotidiano, acabamos por nem questionar o seu sentido real, o que resulta numa vulgarização do conceito e num desconhecimento do verdadeiro significado de ser feliz. As definições rotulativas de um dicionário não satisfazem esta questão, porquanto a felicidade não se resume a um mero “contentamento”. Não pode ser tida como uma disposição emocional momentânea, mas sim como um estado completo de ser e viver em pleno. Analisarei estudos de diferentes áreas, tendo em vista um melhor entendimento da felicidade e de como a alcançar.

A filosofia sempre procurou as causas da felicidade. Na Ética a Nicómaco, Aristóteles considera a felicidade um fim supremo da acção humana, uma ideia de bem procurada por todos, possibilitada apenas pelo exercício das faculdades exclusivas do ser humano. Assim, a via para a felicidade seria a razão, e não as riquezas materiais ou os prazeres corporais. Concepção corroborada por filósofos posteriores, como Kant, que associa a felicidade ao cumprimento de um dever, pressupondo um acto racional, ou Stuart Mill, cujo utilitarismo relaciona a felicidade com as capacidades distintivas do homem. Contudo, não a considerando um meio de ser feliz, Aristóteles reconhece a importância da satisfação das necessidades corporais na felicidade. Efectivamente, não somos felizes se desprezarmos as nossas inclinações sensíveis. Defendo, portanto, uma concepção de felicidade exemplificada pelo ideal do homem renascentista, que sugere um equilíbrio harmonioso entre as componentes física e intelectual.

Porém, a busca da felicidade deve contemplar o homem como um ser biologicamente social, ou, segundo Aristóteles, um ser político. Este filósofo explica que, residindo a felicidade na virtude de usar a razão, o homem virtuoso tem de interagir com outras pessoas, exercendo sobre elas uma influência positiva, que confira utilidade a essa sua virtude, abrindo portas à sua felicidade e à dos outros. A amizade, vista como relação recíproca marcada pela partilha de ideias e experiências entre indivíduos com algo em comum, possibilita uma troca de influências positivas, passível de levar à felicidade. Ilustrando esta concepção, invoco os resultados de um estudo de 2008, demonstrativos da rápida propagação da felicidade através das redes sociais, evidenciando uma relação estreita entre amizade e felicidade.

A psicologia também se tem ocupado do estudo da felicidade. Embora a generalidade dos estudos psicológicos incidam sobre patologias, surgiu recentemente a psicologia positiva, focada na sanidade mental, que relaciona a felicidade com um conjunto de emoções e actividades positivas. Estudos científicos consideram que metade da felicidade se deve aos genes, um décimo às circunstâncias fortuitas e quatro décimos a acções deliberadas buscando a felicidade. Exemplificando, um indivíduo numa situação financeira difícil que encare a vida positivamente pode ser mais feliz do que aquele que, economicamente favorecido, viva no pessimismo.

Resumindo, não obstante os factores genéticos e aleatórios, ser feliz depende da atitude de cada um. Procurar a felicidade é uma luta no sentido de se cultivar a si mesmo, buscando uma harmonia entre mente e corpo, criando laços de amizade com os outros.

Anúncios

2 Respostas to “Trabalho de Português: FELICIDADE (reflexão crítica)”

  1. Pedro Pereira Says:

    P-E-R-F-E-I-T-O

    • Andrey Amabov Says:

      Ena! A impressão visual foi fortíssima quando me deparei repentinamente com o novo “comentário pendente” (prontamente aprovado). Fico muito contente por saber que gostaste do texto. A tuas letras (e não palavras) moralizadoras produziram um efeito fantástico sobre mim e fazem-me sentir que este longo dia de trabalho (70% do qual a lutar contra o limite de palavras) não foi em vão. Obrigado!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: