Ricardo Sá: “O meu pai e o seu sonho…”


Nota: Desde Junho que o Ricardo tem participado activamente neste blogue através dos seus comentários aos artigos sobre futebol de praia. Este interesse que temos em comum criou uma amizade online que tem nos tem permitido trocar diversas ideias e experiências ao longo destes últimos meses. Agora, o Ricardo tem a sua oportunidade para escrever aqui no blogue, divulgando os feitos do clube do seu pai, que recentemente deu um passo decisivo rumo ao título de campeão açoriano. Uma ocasião em que se justifica plenamente a sua intervenção no blogue, que se orgulha de contribuir para ajudar um amigo.

Boa noite! Esta será a primeira vez que vou escrever num blogue – de um grande amigo meu, apesar de não o conhecer na vida real (desde já agradeço por me deixar escrever no seu blogue). Vou falar de um ídolo, o que, para muitos, será um dos seus pais. Os meus ídolos são o meu pai e a minha mãe. Mas hoje vou falar exclusivamente do meu pai e da sua equipa de futebol (apesar de o meu pai ser treinador adjunto). Vamos então por partes:

1 – Antes de ser treinador adjunto, o meu pai ficou radiante quando viu, num jornal, que em São Miguel haveria um curso de treinadores. Por isso, inscreveu se. E deu-se muito bem, tirando um Bom (ou Muito Bom) no seu curso.

2 – Quando acabou o curso foi convidado pelo seu amigo Emanuel Ferreira para ser treinador adjunto dos Séniores do Grupo Desportivo de São Roque.

3 – Quando soube que o Pauleta ia jogar o primeiro jogo na “sua” equipa, o meu pai ficou radiante: iria treinar o Pauleta! Assim já posso dizer aos meus filhos (que o meu pai treinou o Pauleta). Ele adorou treinar este grande craque, que no seu jogo marcou 2 grandes golos!

4 – O que quero destacar aqui é o facto de ele sempre acreditar nos seus jogadores, acreditar que são capazes de derrotar equipas mais fortes, como aconteceu hoje: jogaram contra o Vitória do Pico da Pedra (uma equipa teoricamente mais forte do que o São Roque) e venceram! Foi assim:

Na 1ª mão, o jogo ficou 1 – 1 . Mas hoje, 6 de Novembro de 2010, foram jogar na casa do Vitória e ganharam por 2 – 3! Num jogo super emotivo, o São Roque começou a partida a perder por 1 – 0 logo no inicio. Com muita juventude em campo da parte do São Roque, a equipa do meu pai chegou ao empate e conseguiu chegar ao golo do 2 – 1 já na 2ª parte. Quando faltava 1 minuto para os 90, o árbitro viu um penálti que não existe e assim o Vitória marcou o golo do 2 – 2. Como não há aqui o factor “número de golos marcados fora “, o jogo foi para prolongamento…

O Vitória já tinha 10 jogadores em campo antes de iniciar o prolongamento. No entanto, no ínicio da 1ª parte, 2 jogadores do São Roque (Vitinha e Hugo Rego) lesionaram-se e tiveram de ser substituídos! E, passados 2 minutos, mais um jogador (agora o Ananás) lesionou se também. Ainda assim, este atleta continuou em campo para ajudar a sua equipa, para conseguirem chegar ao golo da vitória… e conseguiram!

Desculpem não saber quem marcou os golos do São Roque, mas o que quero tirar deste mini texto que criei é o facto de a equipa do São Roque ser uma equipa competitiva e acreditar sempre, do início ao fim. Uma equipa com grandes talentos e que vai ter muito futuro. Com excelentes treinadores e jogadores, terão a oportunidade de mostrar agora, na final, que merecem uma taça!

Força São Roque!

Força Pai!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: